Sandra, presente! Não esqueceremos.


No dia 31 de agosto de 2016, próxima quarta feira, ocorrerá o último julgamento do assassinato de Sandra Lúcia Fernandes (48) e seu filho, Cauã (10). Mãe e filho foram assassinados na madrugada de 17 de fevereiro de 2014 por seu namorado, Marcos Aurélio (23), que confessou o crime e alegou ciúmes.
Sandra era professora, dirigente sindical e militante do Movimento Mulheres em Luta, na cidade do Recife, em Pernambuco.
Sandra não está mais entre nós, mas o legado de sua força estará sempre presente nas lutas. Transformaremos essa tristeza, que nos toma o peito, em força para seguir lutando por uma sociedade socialista, em que as mulheres possam ser livres.
Não nos calaremos, não esqueceremos!
Sandra e Cauã, Presentes!
Este brutal fato se soma a outros cinco mil casos de feminicídio que ocorrem por ano em todo o país. Por iso nesta data o MML reforça a luta por mais investimentos na coação e repressão aos crimes contra às mulheres. Pela criação e ampliação dos Centros de Referência e abrigos que atendem às vítimas e seus filhos.
Exigimos a punição dos responsáveis pela veiculação, por qualquer meio de comunicação ou divulgação, de mensagem que discrimine a mulher, caracterizando-a como objeto sexual ou ser débil, estúpido e emocionalmente dependente.
Exigimos mais empregos dignos, manutenção e ampliação dos direitos para que as mulheres tenham condições de manter e criar seus filhos. Pelo fim do machismo e pelo fim da sociedade capitalista que realimenta esta opressão. Por uma sociedade iqualitária e socialista.