Temer quer votar a reforma da previdência. Organizar a resistência e reforçar o chamado à greve geral!


Devemos construir imediatamente um amplo processo de discussão nas bases, realizando reuniões e plenárias nos estados, e repercutir em todos os meios de comunicação de nossas entidades o que está em jogo neste momento, ou seja, o fim da aposentadoria. Preparar a resistência contra esse possível ataque e também tomar iniciativas na unificação com os demais setores de fora da Central, entidades e organizações do movimento.
Devemos ainda encaminhar o seguinte calendário de mobilização para o período: Marcha das Periferias como parte do mês da Consciência Negra – Novembro Negro; Luta contra a PEC-181/11 e ações das mulheres contra a aprovação do projeto; Dia Nacional de Lutas do Funcionalismo em 28 de novembro com Marcha à Brasília e ações no Congresso Nacional; Construir a greve geral para o dia de votação da reforma da previdência, caso seja encaminhada no Congresso Nacional
Fora Temer e todos os corruptos do Congresso Nacional. Leia mais….