Galeria

Disputas na Casa Grande leva a prisão de um dos maiores mafiosos do setor de transportes coletivos

Jacob Barata Filho e as demais famílias que controlam os transportes coletivos mantêm um esquema de exploração e opressão que deve ter um fim. Não é só a implantação da dupla função onde o motorista substitui o cobrador. Este trabalhador tem que conduzir o veículo e ainda cobrar as passagens. Mas, além disso, este esquema criminoso e imoral atinge a população de baixa renda demonstrando de forma clara que este serviço não pode ser uma mercadoria. A garantia da mobilidade urbana deve ser um direito dos trabalhadores e do povo.
Os escândalos envolvendo a família Barata, o ex-governador Cabral e o esquema de propinas e corrupção nas relações entre empresários, empreiteiros, banqueiros, multinacionais e os governantes mostra todo o malefício da privatização dos transportes coletivos. Leia mais…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s