À custa de manobras, CCJ rejeita pedido de denúncia contra Temer e “operação abafa” ganha fôlego


A cena na CCJ nesta quinta foi novamente mais um show de horrores, revelando o covil de bandidos instalado no Congresso. “Bandidos”, “lixo”, “quadrilha”, “criminosos”, “vergonha” foram alguns dos xingamentos feitos entre os próprios deputados durante a sessão ao longo do dia.
Mas sem qualquer pudor, o governo Temer e sua tropa de choque fizeram de tudo e mais um pouco para garantir as condições na CCJ para derrotar o parecer que indicava a aceitação da denúncia da PGR. Foram mais de 25 trocas de membros da comissão para garantir votos a favor do governo.
A liberação de verbas e distribuição de cargos também foi descarada. Segundo levantamento com base nos dados do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira), feito pela Reuters, somente em junho foram liberados R$ 529 milhões em emendas, enquanto nos cinco primeiros meses do ano a média mensal foi de R$ 190 milhões.
Leia mais….

Temer sanciona Reforma Trabalhista e ataques passam a valer em 120 dias. Lutar para revogar!


Esses corruptos não têm moral para atacar nossos direitos

Fruto de reivindicações históricas de organizações empresariais como CNI, FIESP, FIRJAN entre outras, a reforma tem o único objetivo de facilitar o aumento da exploração dos trabalhadores brasileiros e garantir mais lucros às empresas em detrimento de um retrocesso sem precedentes nos direitos.
Aliás, foi um Senado majoritariamente formado por senadores corruptos e empresários que aprovou a medida. Levantamento do site Congresso em Foco verificou que dos 50 senadores que votaram a favor do texto, 37 têm participação societária em corporações. Leia mais….