Governo Temer persegue manifestantes de junho de 2013


Pela imediata revogação da sentença contra os 23 do Rio

Mais uma prova de autoritarismo entra para história nesse dia 17 de julho. A justiça fluminense faz o serviço sujo de perseguição a 23 ativistas que participaram das manifestações de junho de 2013 e das jornadas de luta de 2014. O crime desses jovens foi denunciar a máfia que controla os transportes coletivos, os excessivos gastos com a preparação de megaeventos (Copa do Mundo de Futebol) e a guerra contra os pobres a partir da remoção e genocídio. Também denunciaram os desmandos de Dilma Rousseff, Sérgio Cabral e Pezão, acobertados todo o tempo por este mesmo Poder Judiciário e o Ministério Público do Rio. Leia mais

Leia também a nota nacional: Lutar não é crime! Enquanto corruptos seguem soltos, Justiça condena manifestantes de Junho de 2013

Anúncios

Unificar todas as lutas rumo à greve geral


Façamos um forte dia de paralisação e manifestações em 10/8.

Nessa terça-feira, 17 de julho, a Secretaria Executiva Estadual da CSP-Conlutas RJ deliberou pelo envio de uma carta a todas as centrais com objetivo de organizar as atividades do Dia Nacional de Paralisações e Manifestações, o dia 10 de agosto, no Rio de Janeiro.

Antes mesmo do término do texto final da carta e seu envio a CUT, através de sua Secretaria de Comunicação, envio convite para a participação da Central em uma Plenária de Organização das atividades desse dia, de forma unificada.

A deliberação da SEE foi cumprida e a carta foi enviada para todas as centrais sindicais no Estado do Rio de Janeiro.

Dessa forma convocamos a todas as entidades e movimentos filiados e parceiros para o comparecimento nesta Plenária, que ocorrerá no dia 24 de julho, terça-feira, a partir das 18 horas e 30 minutos, no auditório do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro (Av. Presidente Vargas, 502, 21º andar, Centro, Rio, RJ).

Envie moção de repúdio aos ataques à organização sindical dos metroviários do RJ


O consórcio Invepar, através das empresas MetrôRio e MetroBarra impõem medidas restritivas à atividade sindical dos dirigentes do Simerj (Sindicato dos Metroviários do RJ) ao cercear o livre acesso dos mesmos às áreas onde estão localizados os trabalhadores e trabalhadoras. Leia mais…

FORA CRIVELLA


Chega de brincar com a saúde do povo

Em mais uma prova que Marcelo Crivella (PRB) não governa para os trabalhadores carioca explode mais um escândalo em sua gestão. Na quarta-feira, 04 de julho, no Palácio da Cidade, sede da prefeitura, Crivella promove uma reunião secreta com pastores e líderes de igrejas. Na pauta havia o pedido de votos para o pré-candidato a deputado federal pelo PRB, Rubens Teixeira e a oferta de facilidades para os presentes e seus fiéis. Entre os auxílios, estão cirurgias de cataratas e varizes para fiéis e a assistência a pastores que tivessem problemas de IPTU em seus templos. A notícia do encontro reservado foi divulgada pelo jornal “O Globo”. Leia mais…

Baixe e reproduza o panfleto da CSP-Conlutas